O que é sexualidade?

A sexualidade não se reduz à função biológica com aspecto reprodutivo. É uma experiência humana que inclui o prazer, identidade sexual, afetividade, intimidade e experiências físicas, socioculturais, emocionais e cognitivas.

É comum vivenciar sofrimento na expressão da sexualidade. Várias culturas onde as regras reprimem os prazeres do corpo, admitindo o ato sexual, sobretudo nas mulheres, apenas para fins de procriação.

Diante disso,  valores socioculturais, éticos e morais tendem a relacionar o ato sexual a coisas sujas, pecaminosas e imorais, devendo ser controlados.

Do ponto de vista social, a sexualidade é considerada uma necessidade humana básica, de grande relevância para a manutenção da qualidade de vida e promoção do bem-estar geral do indivíduo.

Engloba sexo, identidades e papéis do gênero, orientação sexual, erotismo, prazer, intimidade e reprodução, sendo a sexualidade o aspecto central da vida. É expressada em pensamentos, fantasias, desejos, crenças, atitudes, valores, comportamentos, práticas e relacionamento.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) referenda a sexualidade como um dos indicadores de qualidade de vida, um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência da doença, disfunção ou enfermidades. A saúde sexual requer uma abordagem positiva e respeitosa à sexualidade e relações sexuais, bem como a possibilidade de ter experiência sexuais prazerosas e seguras, livre de coerção, discriminação e violência. Para a saúde sexual ser alcançada e mantida, os direitos sexuais de todas as pessoas devem ser respeitados, protegidos e cumpridos. Desta forma, a saúde sexual significa a integração de aspectos somáticos, afetivos, intelectuais e sociais do ser sexuado, de maneira a chegar a um enriquecimento e um desabrochamento da personalidade humana, da comunicação e do amor.

Por que fazer terapia sexual?

 A terapia sexual apresenta um olhar voltado para os problemas sexuais que causam sofrimento, possuindo técnicas específicas. É importante perceber e trabalhar fatores que inibem e ameaçam a saúde sexual.

Quanto tempo dura? E para que serve?

 A terapia sexual abre portas para que o cliente dialogue, rotineiramente, sobre suas questões sexuais. Com a ajuda do profissional, são abordados os temas sensíveis trazidos pelo cliente e outros relacionados à sintonia sexual, fatores estressantes, comportamentos, atitudes, sentimentos e atos que possam beneficiar e prejudicar a si mesmo.

A sessão dura 50 minutos, uma vez por semana.

Marcar consulta

Marque sua consulta presencial ou online por aqui.

Carregando ...